Feeds:
Posts
Comentários

Foto QUEM online

Fernanda Rodrigues passou o fim de semana em Salvador, na Bahia, onde provou pratos da culinária local. “Eu amo a Bahia, eu amo bobó de camarão. Que negona danada. Amo a Dadá”, escreveu a atriz em seu Twitter.

Fonte: Revista Quem

Anúncios

Farol da Barra (Salvador Bahia) - Capoeira - Foto: Jota Freitas

De você, a Bahia nada esconde. Mostra-te amor, respeito e cordialidade. Ah, e o invejável calor, que vem junto a belíssimas praias, bronzeado e muita alegria. O calor da Bahia te abraça, aquece e te mostra o verdadeiro sabor do afeto, tudo isso acompanhado de uma água de coco bem gelada.

O sol daqui sempre anseia surgir a cada manhã ansiosamente e se despede quase que implorando para ficar mais cinco minutos. Mas há também o calor dos baianos, hospitaleiros e sorridentes. Aquele moço ou aquela garota, que sente a terra onde vive em seus pés e a vivacidade que te cerca dentro do peito.

E por incrível que pareça, no frio, a chama ainda continua acesa, dança para lá e para cá, como a menina na samba de roda. O calor está no abraço apertado, no aperto de mão, estar no “seja bem-vindo e volte sempre”, este calor faz parte do dia-a-dia da Bahia e não desaparece jamais.

Imagens da Bahia

Dizem que uma imagem vale por muitas e muitas palavras, então, sirvam-se com algumas fotografias da Bahia. Imagens de alguns lugares baianos que dão invejam em qualquer um.

Farol da Barra - Salvador Bahia - Foto: Jota Freitas

Trancoso - Porto Seguro (BA) - Foto: Gabriel Carvalho (Setur)

 

Arquipelago Abrolhos - Foto: João Ramos/Bahiatursa

 

Imbassaí - Foto: Jotafreitas

Santo André: Foto - João Ramos/Bahiatursa

Santo André: Foto - João Ramos/Bahiatursa

Mais fotos no flickr. Clique AQUI!

Lá do alto, quem esperava, ouvia, ainda que longe, um som bastante peculiar. Já mais perto, quem passava, a resposta sobre de onde vinha aquele timbre não tardou a chegar. E uma voz que alcançava os dois lados dizia: “É o som da Bahia!”.

O gingado que vinha de lá para cá, jogava as pernas para cima, os braços para o lado e, harmonicamente, o quadril acompanhava todo o ato. O toque seguido por palmas, sorrisos e alegria fazia das ruas e asfaltos, um grande palco na maravilhosa Bahia.

O moço, junto ao seu corpo, tocava o berimbau, aquele som peculiar que do alto se pode ouvir. Uma batida, duas, três e logo os mais próximos se puseram a sorrir. Era o som da Bahia, o som que traz o tal gingado, a dança e a luta, essa grande mistura no humilde asfalto.

Entre tamanha expressão cultural que se via dentro daquela roda, o respeito fazia parte da bela arte. E os que esperavam e passavam, de repente se encontraram e fizeram única aquela tarde.

Lagoa do Cassange - Maraú (BA): Foto Solange Rossini

Quem já veio à Bahia sabe como é: das belezas existentes, a mais gostosa de apreciar. É o lugar ideal para passar as férias ou, quem sabe, um final de semana. Se a preferência for pelo descanso, local não falta, porém caso a proposta for agitação, a Bahia te dá um leque de opções das mais badaladas festas.

Muita gente bonita, alegria e respeito. Só quem conhece a Bahia entende que a cada esquina pode-se respirar bons ares. E para provar tudo isso, há relatos daqueles que vieram curtir alguns dias e por aqui decidiram ficar, morar e construir uma história que jamais será perdida entre outras viagens, bagagens e destinos.

E para causar um pouquinho (muita, na verdade) de inveja naqueles que ainda não conhecem a Bahia, vai abaixo o vídeo “Morra de Inveja – Península do Maraú”. As belezas naturais deste local são de dar água na boca em qualquer um, além de ser mais uma prova de que todos devem tocar os pés nesta terra um dia em suas vidas.

Se você possui alguma história de amor pela Bahia ou quer contar como foi sua viagem de quando veio para cá, nos envie um e-mail (secretariadeturismobahia@gmail.com) e tenha seu relato publicado aqui no blog.

Mais vídeos sobre a Bahia no Canal do Turismo Bahia

Sigam-nos no twitter e fique por dentro do que rola, além de tirar qualquer dúvida sobre viagens para cá.

Não há dúvidas de que a Bahia dança ao som de variados sons e ritmos, além disso, homenagem para esta terra maravilhosa não falta. Há muitas letras musicais que falam o quanto a Bahia é um local privilegiado para se viver ou conhecer.

O compasso musical é o que menos importa, samba, rock ou MPB, as declarações de amor por este Estado maravilhoso são cantaroladas por grandes intérpretes, tais como Dorival Cayme, o grupo Novos Baianos, Carmen Miranda, Gal Costa, entre outros.

Quem está longe da Bahia mata a saudade, além de curtir um bom som. Sente-se, ainda que sonoramente, perto das lembranças que marcaram as suas vidas. Abaixo estão cinco músicas que valem a pena serem ouvidas e relembrar estes bons momentos:

“Você já foi a Bahia?” (Nana Caymmi)

“Acontece que eu sou baiano” (João Gilberto)

“Swingue do Campo Grande” (Novos Baianos)

“Na Baixa do Sapateiro” (Cateano Veloso)

“Toda Menina Baiana” (Gilberto Gil)

Hace dos dias que volvi a mi país y todo el color, el calor y el alma de bahia esta en mi retina y mi corazón. Cumpli un sueño de largo tiempo y me hubiese quedado mucho mas a descubrir, disfrutar y vivir esa cultura y esa historia tan rica, tan noble.

Soy profesora en mi país , lo digo porque usaré mi experiencia en trasmitir lo que sentí, lo que intimamente viví y cuanto de profundo me llegó cada paso que hice en salvador, las islas (algunas, no me alcanzó mas el tiempo), cachoeira, san feliz, etc… Y lo mas sentido es la hermosa gente que conocí, desde pescadores, obreros, bahianas con sus comidas tradicionales, profesionales… En fin, de todo.

Iglesias, barrios, museos, escuelas (estuve morando en rio vermehlio) y jorge amado siempre guiando para descubrir algo mas, como si estuviese alli, presentando a los que nombra en sus libros. Algún dúia volveré, espero que pronto. Y si quieren venir a mi provincia, a mi paías seran bienvenidos. Abrazos hermanos del alma.

Tradução:

Faz dois dias que eu voltei ao meu país e toda a cor, o calor e a alma da Bahia estão em meu coração e minha retina. Realizei um sonho de muito tempo e se ficasse mais tempo teria muito mais a descobrir, apreciar e viver essa cultura e história tão rica, tão nobre.

Eu ensino no meu país e o digo por que vou usar minha experiência transmitindo o que senti, o que intimamente vivi e o quanto de profundo experimentei em cada passeio que fiz em Salvador, às ilhas (algumas, não pude conhecer por causa da falta de tempo), Cachoeira, São Félix, etc… E o que mais senti foram as pessoas bonitas que eu conheci: pescadores, trabalhadores, baianas com suas comidas tradicionais, profissionais… Em suma, tudo.

Igrejas, bairros, museus, escolas (eu estava morando no Rio Vermelho) e Jorge Amado sempre a guiar para descobrirmos algo mais, como se estivesse lá, apresentando os personagens de seus livros. Algum dia voltarei, espero que em breve. E se vierem à minha província, ao meu país, serão bem-vindos. Abraços irmãos da alma.

Leonor Caroli
Codorba – Rep. Argentina

Saiba como ter a sua história de amor pela Bahia publicada em nosso blog AQUI.

 

Eu ensino no meu país e o digo por que vou usar minha experiência transmitindo o que senti, o que intimamente vivi e o quanto de profundo experimentei em cada passeio que fiz em Salvador, às ilhas (algumas, não pude conhecer por causa da falta de tempo), Cachoeira, São Félix, etc… E o que mais senti foram as pessoas bonitas que eu conheci: pescadores, trabalhadores, baianas com suas comidas tradicionais, profissionais… Em suma, tudo.

Igrejas, bairros, museus, escolas (eu estava morando no Rio Vermelho) e Jorge Amado sempre a guiar para descobrirmos algo mais, como se estivesse lá, apresentando os personagens de seus livros. Algum dia voltarei, espero que em breve. E se vierem à minha província, ao meu país, serão bem-vindos. Abraços irmãos da alma.